sábado, 28 de janeiro de 2012

Dissertação de Mestrado MPTS

                
                        Faculdade de Medicina / Universidade de Córdoba / Espanha - *Ronaldo Friedl - 2011

Por Esteta Beleza e Arte em Educação Física.

Dissertação de Mestrado: Faculdade de Medicina / Universidadede Córdoba / Espanha - *Ronaldo Friedl - 2011

Níveis de Correção Postural da Coluna Vertebral e Estado Emocional em praticantes e não praticantes do método MPTS Master Personal Training System em uma agência do Banco do Estado do Rio Grande do Sul, Banrisul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Resumo
r3
O presente estudo procurou analisar e comparar os níveis de correção postural da coluna vertebral e os estados emocionais entre praticantes e não praticantes do programa de treinamento físico Master Personal Training System (MPTS) em uma agência do Banco do Estado do Rio Grande do Sul, Banrisul, Porto Alegre, RS, Brasil. A pesquisa é caracterizada como ex post facto, que é uma investigação sistemática e empírica. Os indivíduos testados possuem idade entre 30 e 55 anos, de ambos os sexos, sem histórico de problemas de saúde atuais consigo mesmo ou com seus parentes próximos. A amostra foi composta por 32 indivíduos, 16 homens, 8 praticantes e 8 não-praticantes do programa MPTS e 16 mulheres, também 8 praticantes e 8 não-praticantes do programa MPTS, escolhidos aleatoriamente. Um questionário foi aplicado antes e após o treinamento, o qual foi realizado em 12 semanas, três vezes por semana durante 30 minutos. Os resultados demonstram que os 16 homens e mulheres que participaram do projeto e foram submetidos ao programa MPTS, todos se sentiram melhores após as sessões de treinamento, acreditaram que diminuíram as dores na coluna vertebral e melhorou os seus estados emocionais, e quantificaram o percentual da seguinte forma:
Entre os homens, 5 melhoraram 100%, 2 melhoraram 85% e 1 melhorou 50%. Entre as mulheres, 4 melhoraram 100% e 4 melhoraram 85%. Os outros 16 participantes que não foram sujeitos ao programa MPTS não apresentaram melhora em seus níveis de dor e estados emocionais. Os resultados indicam que a melhora foi significativa e que o programa proposto é uma contribuição muito boa para a sociedade, melhorando assim a produtividade no trabalho diário, bem como em suas vidas sociais.
Palavras Chaves: Reabilitação, Prevenção, Correção Postural, Treinamento Físico, Coluna Vertebral e Estado Emocional.
r2
Inrodução
O grande acontecimento na evolução dos seres humanos foi à conquista da postura ereta, e o desenvolvimento do cérebro foi um passo secundário e de processamento relativamente fácil. O corpo humano na posição vertical foi um processo a longo prazo e a locomoção bípede coexistiu por algum tempo com outros modos de transporte. Algumas mudanças ocorreram no corpo humano devido à postura ereta e a locomoção bípede incluiu alterações no centro de gravidade, deslocando o mesmo para baixo. (BRACCIALLI, 2001). Devido às facilidades da vida moderna e os avanços da tecnologia, o ser humano está mudando cada vez mais tendo um vida cada vez mais sedentária, permanecendo grande parte do dia sentado e inativo. A estrutura biológica se adaptou rapidamente a esta nova alteração, refletindo em seu próprio corpo, sobrecarregando a coluna e, como o apoio do corpo, é o mais prejudicado pela sobrecarga, resultando em aumento dos problemas posturais da população mundial, tanto em adultos e crianças (GOULD, 1993). Existem inúmeras definições de postura, mas a principal é que a postura não é estática, mas dinâmica, como as partes do corpo que estão em constante adaptação em resposta a estímulos recebidos, refletindo o meio ambiente. A postura do indivíduo depende do seu estado emocional que é um reflexo da consciência e do corpo (POUSSSE, 1992). A relação de cada indivíduo com seu corpo e as diferentes posições tomadas em cada situação depende da imagem corporal que este indivíduo tem de si mesmo. A maioria dos maus hábitos é uma imitação de modelos imperfeitos, portanto, ensinar postura e hábitos de mudança teoricamente não é suficiente. (BRACCIALLI, 2001). Entre os problemas mais comuns de coluna são a cifose, escoliose e lordose. A escoliose é um desvio lateral e coluna lateral toma a forma de S ou C. O diagnóstico é o exame feito desde a infância. A dor é o primeiro sintoma da doença, que pode levar a hérnia de disco, que é uma conseqüência da deformação causada pela escoliose. Dentro das vértebras existem discos intervertebrais que as separam umas das outras por uma espécie de gelatina. Os discos funcionam como um amortecedor do impacto dos movimentos, evitando o atrito entre um disco e outro. A hérnia de disco é causada pelo achatamento dos discos intervertebrais pelas vértebras, que projeta o gel para um lado só, lesionando os ramos do sistema nervoso central que passa da medula para o corpo, através da coluna. Cifose torácica é um desvio ântero-posterior e acentua a curvatura da coluna vertebral, deixando a pessoa com uma corcunda. O achatamento das vértebras também pode levar ao desenvolvimento da cifose. E a patologia mais comum é atualmente a lordose, que é também um desvio ântero-posterior na região lombar e é caracterizada por uma dor intensa na região do quadril, surgindo como uma conseqüência de outras deformidades da coluna vertebral, como escoliose e cifose (SOUCHARD, 1986).

Conclusão
r4
As alterações dos estados emocionais devido ao sedentarismo é um problema que ocorre com a grande maioria dos seres humanos no mundo moderno. Devido ao estresse cotidiano, os indivíduos, na maioria das vezes adquirem um transtorno de humor em suas vidas de alguma forma. Concluir, portanto, que a prática de atividades físicas sistematizadas, tais como a aplicação do programa de treinamento físico MPTS Master Pesonal Training System, é uma ótima opção para pessoas que querem combater as alterações indesejáveis de humor. Aliado a isso, o programa MPTS proporciona uma praticidade com benefícios psico-fisiológicos para os pacientes dos profissionais da saúde. A pesquisa aponta para uma tendência de que o exercício físico executado corretamente, com a orientação de um profissional da área da saúde, de acordo com a individualidade biológica do praticante, proporciona uma melhor sociabilização do indivíduo, aumento da auto-estima, aumento do autocontrole, aumento do auto-conceito, maior capacidade de controlar situações de estresse, aumento e melhora da capacidade funcional do cérebro devido ao aumento do fluxo sanguíneo nessa região, causando, portanto, níveis mais baixos de confusão mental e diminuição dos níveis de dor na coluna vertebral, resultando em uma melhoria significativa no estado emocional da pessoa, portanto, uma melhoria significativa no desempenho diário.
*Prof. Ms. Ronaldo Friedl
Graduado em Educação Física – UFRGS, Brasil
Pós Graduado em Treinamento Físico Personalizado – UFRGS, Brasil
Mestre em Ciências da Atividade Física – Universidade de Córdoba, Espanha
+55 (51) 9788-1230 / 3024-1106
ronaldofriedl@hotmail.com ronaldofriedl@gmail.com https://twitter.com/#!/ronaldofriedl
http://ronaldofriedl.blogspot.com
http://www.facebook.com/profile.php?id=1009974319#!/pages/MPTS-Master-Personal-Training-System/138692912889525

Dissertação de Mestrado MPTS

http://www.esteta.com.br/noticia.php?intNotID=15096